segunda-feira, 24 de abril de 2017

Organizar – Como começar!

Todos nós somos diferentes no que diz respeito à organização. Uns já nasceram organizados, outros vão ficando organizados com o tempo, outros precisam de um empurrão para o fazer, e ainda outros que nunca vão ser organizados. Uns são mais rápidos a organizar e outros levam o seu tempo. O importante é começar! Depois de começar nunca mais vai parar!

Imagem retirada da Internet
Com o tempo vamos aprimorando a organização, ficamos com uma visão global do que queremos organizar e para que nada falhe, o melhor é começar do zero.

Para começar é importante projetar/planear, destralhar, limpar, organizar e só depois arrumar.

Projetar/planear

Em primeiro lugar temos que saber o que queremos organizar, onde e como o queremos fazer. Para isso temos que ter em atenção duas coisas: que tudo fique funcional e prático, aliado claro está, à beleza. Quem não gosta de abrir um armário, e tudo estar bonito e devidamente organizado?

Destralhar

Depois de projetar/planear, como não podia deixar de ser, destralhar é o passo seguinte. Liberte-se e inove, viva com menos, principalmente aquilo de que não gosta, não usa ou que está estragado. As vantagens de destralhar são inúmeras, além de libertar a mente, liberta espaço, hoje em dia tão importante!

Limpar

Claro está, que despois de destralhar, e antes de organizar, convém limpar o espaço. Eu costumo limpar com álcool (ponho o álcool num borrifador), porque seca facilmente e fica tudo desinfetado.

Organizar

Esta é a parte que eu adoro fazer, e que me dá plena satisfação. Pensar para onde deve ir cada peça, cada objeto, arranjar os organizadores certos, pensar em soluções funcionais e práticas é sem dúvida a minha paixão. Eu sou uma “apregoadora” e defensora da organização sem limites. Organização traz-nos segurança e previsibilidade, além de nos facilitar e ajudar a nossa vida a entrar nos eixos.  

Arrumar

Esta é a última etapa da organização, arrumar tudo na “casa que se criou para cada coisa, cada objeto”. Desta forma nada fica perdido, nada fica esquecido!

Não há fórmula mágica, nem milagres! Se quisermos mesmo, chegamos lá! Querer é poder não se esqueça!

Obrigada por seguir o Blog e não se esqueça de voltar!

Marlene Borges

sexta-feira, 21 de abril de 2017

2 dicas simples para desencardir roupa branca de cama

A sensação de dormir numa cama acabada de fazer, com lençóis branquinhos e a cheirar a limpo e bem, é fantástica. 

Imagem retirada da Internet
A roupa de cama branca transmite aconchego, dá um ambiente calmo e pacífico ao quarto, essencial para uma boa noite de sono.



Mas não há bela sem senão, a roupa branca com o tempo tende a ficar acinzentada, amarelada e encardida que lhe dá um aspeto velho e feio.


Contudo, existem soluções eficazes que combatem este problema, e com medidas simples no dia-a-dia, o branco pode voltar a ficar branco.

Veja as dicas para manter a roupa branca, sempre branca: 

Mude os lençóis e fronhas (particularmente se forem brancos) uma vez por semana para que não se acumule sujidade, tais como suor, células mortas e outras. Eu gosto de mudar as fronhas duas vezes por semana, principalmente com o tempo mais quente. 

Confira as etiquetas de lavagem, (normalmente os lençóis podem ir a temperaturas altas) mas o melhor é sempre confirmar a etiqueta.

Verifique se os lençóis têm alguma nódoa, e retire-a previamente com um tira nódoas.

Sacuda sempre os lençóis antes de os meter na máquina, para retirar pelos, pó e cabelos.

Nunca misture lençóis de cor, com lençóis brancos, porque pode haver transferência de cor e assim, arruinar os brancos.

O uso exagerado de amaciador pode desgastar o branco, e a roupa começar a amarelar.

Não encha demasiado a máquina, para que a roupa tenha espaço de lavagem e a centrifugação seja eficiente.

Não use lixívia na roupa de cama. A lixívia enfraquece o tecido e danifica as fibras. 

Lavagem usando produtos caseiros e ecológicos

Coloque os lençóis na máquina na temperatura indicada na etiqueta. Coloque um copo de álcool e duas colheres de sopa de bicarbonato de sódio, juntamente com o detergente. Tanto o álcool como o bicarbonato de sódio têm uma ação branqueadora, o que garante, que o branco se mantenha sempre branco.

Lavagem usando produto branqueador industrial

Coloque aquando do detergente a quantidade de Vanish (para roupas brancas) indicada na embalagem. Este produto branqueador e tira nódoas, apesar de ser caro, não tem cloro e por isso não prejudica os tecidos. Recomendo vivamente, para mim é o branqueador industrial de eleição, porque deixa o branco, sempre branco!

Por fim, o sol também é um agente branqueador. Quem não se lembra de ver roupa branca a corar ao sol? Provavelmente menos pessoas do que eu imagino!

Obrigada por seguir o Blog e volte sempre!

Marlene Borges

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Economize tempo na cozinha

Hoje em dia, cada vez temos menos tempo para nos dedicarmos à cozinha, e muitas vezes as soluções rápidas (refeições prontas) são escolhidas, apesar de serem mais caras e menos saudáveis.


Para não ficarmos escravos da cozinha, e passarmos lá grande parte do nosso precioso tempo, aqui vão algumas dicas para facilitar o nosso dia-a-dia. Eu como detesto cozinhar e não tenho jeito nem paciência, utilizo estas dicas, para que cozinhar seja mais rápido e menos seca.

Eu sei que há muitas pessoas, que adoram cozinhar, e que estar na cozinha é um prazer, mas mesmo assim eu penso que todas as dicas são bem-vindas, no que toca a minimizar o tempo que se gasta a cozinhar.

Uma dica importante é planear um menu semanal, com todas as refeições que pretende fazer durante essa semana. Desta forma sabe também o que necessitará na hora de fazer compras. Clique AQUI para ver e imprimir o meu menu semanal

Ponha na noite anterior a descongelar, na parte de baixo do frigorífico, a refeição do dia. Chegar a casa sem nada descongelado para a refeição é um stress 

Organize a sua cozinha de acordo com as suas necessidades. As colheres de pau, panelas e afins junto ao fogão e os utensílios que mais usa devem estar sempre acessíveis e à mão.

Faça um pequeno stock com tudo o que usa para cozinhar. Conforme os produtos vão acabando, escreva-os na lista de compras. Clique AQUI, para aceder à minha lista de compras.

Esteja atenta às promoções de carne, peixe, legumes, etc. Pode sempre cozinhar grandes quantidades e congelá-las. Dá imenso jeito para os dias em que temos menos tempo para cozinhar.

Separe, antes de começar a cozinhar, todos os ingredientes e utensílios que vai precisar.

Prepare os alimentos antes de os começar a cozinhar, lave-os, corte-os, pique-os, etc. Quantas vezes começamos a cozinhar, e só depois é que verificamos que nos falta um ingrediente chave.

Faça refogado e congele-o, desta forma não terá que descascar cebolas e alhos de cada vez que vai cozinhar. Pode congelar em sacos plásticos com fecho. 

Espero que com estas dicas, gaste menos tempo e dinheiro ao cozinhar!

Se conhece outras dicas partilhe connosco nos comentários abaixo (devo confessar, que seria fantástico, conhecer outras dicas que me facilitassem a vida na cozinha!).

Obrigada por seguir o Blog!

Marlene Borges

terça-feira, 18 de abril de 2017

Limpe a casa de uma forma eficiente e rápida

Limpar é daquelas tarefas que quase toda a gente detesta. Para facilitar a mesma, existem certas dicas gerais imprescindíveis, para que limpar demore menos tempo e seja feito duma forma eficiente.

Imagem retirada da Internet
Estas dicas gerais são muito importantes, para quem não gosta de limpar e perder tempo, mas que gosta de ter a casa limpa.

Portanto, se é como eu e detesta limpar, veja as dicas abaixo:

Planear - Para que a limpeza funcione é necessário fazer um planeamento diário e semanal, para que nada fique esquecido. Criar rotinas e hábitos de limpeza fazem-nos andar com o piloto automático ligado, sendo assim, muito mais rápido limpar, porque já sabemos o que temos que limpar. Por isso não se esqueça e faça guias de limpeza que ajudem nas limpezas.

Ponha a casa em ordem – Antes de limpar seja o que for, retire tudo o que está espalhado pela casa (use um cesto ou caixa para facilitar esta operação) e coloque nos devidos lugares. O ideal mesmo é criar o hábito de usar, guardar logo de seguida! Desta forma não há acumulação de objetos espalhados pela casa e torna-se mais rápido limpar.

Faça um pouco todos os dias – Para que os fins-de-semana não sejam um pesadelo (em vez de momentos de lazer!), faça um pouco todos os dias, nem que dedique só alguns minutos do seu dia a limpar. O importante é focarmo-nos no que estamos a limpar, para que seja mais rápido. A acumulação de lixo e objetos fora do lugar é um mau hábito, que nos faz perder um tempo precioso, que poderia ser gasto a limpar.

Prepare a limpeza – Preparar todos os produtos de limpeza que vai usar é uma mais-valia no tempo e esforço, porque desta forma temos a certeza que não vamos andar de trás para a frente, para ir buscar algum produto esquecido. Outra coisa importante é munir-se com produtos eficazes. 

Seja minimalista na decoração – Quantos mais adornos decorativos e móveis tiver, mais tem que limpar, por isso siga o lema menos é mais. Não imagina o tempo que ganha ao seguir este lema, além que a casa com muitos móveis e adornos fica visualmente confusa e atafulha o ambiente.

Limpe da esquerda para a direita e de cima para baixo – Desta forma, tudo fica devidamente limpo.

Diminua o tempo da limpeza – Pequenos hábitos fazem grandes diferenças. Por exemplo, enquanto cozinha vá arrumando o que suja, no fim arrumar a cozinha é “canja”, passe sempre o chuveiro depois do duche para evitar aqueles pelos e cabelos que ficam no chão e que dão um péssimo aspeto, etc. São pequenas coisas que facilitam e muito a limpeza.

Se sujou, limpe logo – Limpar logo o que suja é uma regra de ouro, para manter a casa limpa e desta forma evitar dores de cabeça mais tarde para retirar uma nódoa ressequida e impregnada.

Claro que estas dicas, têm que ser adaptadas a cada casa e às suas necessidades.

Obrigada por seguir o Blog!

Marlene Borges

quinta-feira, 13 de abril de 2017

Como poupar água

Todos sabemos que água é um bem precioso, e que sem ela é impossível viver. Contudo, infelizmente não lhe damos o devido valor, uma vez que facilmente a desperdiçamos, sem pensarmos no amanhã.

Para minimizarmos este problema, que pode comprometer o futuro do planeta e de todos nós, poupar água pode ser a solução.

Se diariamente tomarmos certas precauções, para que não haja desperdício, estamos a contribuir para reduzir este problema. Assim, veja abaixo algumas dicas abaixo, que nos ajudam a poupar água no dia-a-dia.

  1. Prefira o duche ao banho de imersão.
  2. Tome duches rápidos.
  3. Enquanto se ensaboa e põe champô, feche a torneira.
  4. Feche a torneira enquanto lava os dentes ou faz a barba.
  5. O ideal é ter um autoclismo com descarga dupla. Se vai mudar o autoclismo tenha em atenção este pormenor. Pode também colocar dentro do autoclismo uma garrafa com areia, para evitar enchê-lo.
  6. Não use a sanita como balde do lixo, assim evita descargas desnecessárias.
  7. Quando meter a louça na máquina opte para retirar os restos de comida com um papel de cozinha, em vez de a passar por água.
  8. Ponha de molho a louça que for mais difícil de lavar, para que a sujidade saia facilmente.
  9. Utilize sempre a carga máxima na máquina de lavar louça e roupa, para evitar lavagens mais frequentes.
  10. Evite lavar a louça à mão com água corrente. A solução é encher a banca e lavar toda a louça.
  11. Lave o carro com balde e uma esponja. se preferir usar a mangueira, utilize-a só para dar a lavagem final.
  12. Tome especial atenção às fugas de água nas torneiras ou autoclismos. O desperdício é enorme e a conta também.
  13. Regue o jardim de preferência à noite, para que a evaporação da água seja menor.
  14. Instale redutores de caudal nas torneiras.
  15. Use todas as sobras de água para regar as plantas.
Com estas dicas não só vai poupar dinheiro na fatura da água, como vai ajudar o meio ambiente.

Obrigada por seguir o Blog e uma boa Páscoa!

Marlene Borges

quarta-feira, 12 de abril de 2017

O que faço sempre em casa para a manter arrumada e limpa

Todos nós gostamos de uma casa arrumada e limpa, mas como o tempo normalmente corre contra nós, com tanta coisa para fazer, que alguma coisa fica negligenciada e adiada. Este é o grande problema! Mas todo o problema tem solução, e este passa por disciplina e a criação de pequenos hábitos!


Imagem retirada da Internet
Todos sabemos, que a criação de pequenos hábitos é fundamental, para o conseguirmos manter a casa arrumada e limpa, e eu sou o exemplo como eles funcionam. Pequenos, grandes hábitos, que me ajudam a manter tudo devidamente ordenado e que eu sempre faço, quer me dê aquela preguiça ou não.

Veja as dicas:

Faço uma limpeza semanal mais profunda à casa.

Tenho guias de limpeza para que nada fique esquecido.

Faço as camas todas as manhãs e arrumo logo as roupas que não forem para lavar (depois de as deixar arejar durante a noite).

Coloco logo as roupas sujas no cesto.

Mudo as camas uma vez por semana (as fronhas mudo duas vezes).

Depois das refeições arrumo sempre a cozinha.

Enquanto cozinho arrumo tudo o que não preciso, assim fica mais fácil na hora de a arrumar.

Depois das roupas secas, dobro e guardo as que não forem para passar a ferro.
Penduro as camisas em cabides, para secar (atenção devem ser cabides de plástico para não estragar as camisas), para que seja mais fácil passar a ferro.

Uma vez por mês faço uma lavagem (com as máquinas vazias) com vinagre, tanto na máquina da louça como na máquina da roupa (na máquina da roupa, um mês uso vinagre e outro lixívia).

Enquanto lavo os dentes passo com a mão e sabão liquido, no lavatório.

Depois do banho, passo sempre o chuveiro para tirar aqueles pelos e cabelos indesejáveis.

Limpo com álcool e algodão todos os dias as tampas das sanitas, e coloco lixívia dentro ou outro desinfetante que tenha para o efeito.

Mudo as toalhas uma vez por semana, exceto a das mãos que mudo duas vezes por semana.  

Arrumo sempre a sala antes de me deitar, a sala é o cartão de visitas duma casa e para evitar que apareçam visitas inesperadas e a sala esteja desarrumada, tenho por hábito deixá-la decente.

Sempre que sujo algo, seja o chão ou uma nódoa, limpo logo, para que não fique ressequida e mais tarde seja mais difícil de tirar.

Quando uso algo, guardo logo, para que não se juntem muitas coisas e coisinhas para guardar e depois perder mais tempo.

Tenho um sítio certo para cada objeto, desta forma evito perder-lhes o rasto.

Sou uma “destralhadora” inata. Por isso sempre que vejo algo que não serve, está estragado ou que não uso, facilmente me descarto dela.

Sempre que saio de um compartimento da casa, verifico o que está a mais, levo comigo e guardo no sítio certo.

Sempre que abro um armário ou gaveta, arranjo o que está desalinhado.

Papelada que venha no correio que não interessa, vai imediatamente para o lixo reciclável.

Tenho uma caixa perto da entrada onde coloco a correspondência que é para arquivar. Assim, evito ter papelada espalhada pelos quatro cantos da casa.

Sempre que alguma embalagem termina, deito logo ao lixo, para dar lugar à nova.

Sigo o lema “menos é mais”. Na decoração da casa sempre foi bastante minimalista (e ainda quero ser mais). Detesto ver muitas coisas em cima dos móveis, muitos móveis e quinquilharias. Mesmo na roupa penso muitas vezes antes de comprar seja o que for. O consumismo desenfreado incomoda-me cada vez mais.

Tento sempre organizar da forma mais prática e funcional, nem que para isso, tenha que ir mudando as coisas cá em casa, conforme as necessidades.

Estes são alguns hábitos que fui criando ao longo da vida, mas que me ajudam imenso no meu dia-a-dia. Acredite são pequenos detalhes que fazem toda a diferença! Também tem hábitos de arrumação e limpeza? partilhe connosco nos comentários abaixo.

Obrigada por seguir o Blog!

Marlene Borges

segunda-feira, 10 de abril de 2017

10 regras fundamentais da organização

Para se conseguir organizar, existem certas regras fundamentais para que a organização funcione. Os benefícios duma casa e vida organizadas são tantos, que vale mesmo a pena o esforço para conseguirmos chegar lá.

Imagem retirada da Internet
Com organização, diminui o desperdício, economiza dinheiro, tem mais tempo livre, consome menos energia e agiliza a vida. Desta forma tem um dia-a-dia mais simples e descomplicado.

Veja abaixo, 10 regras fundamentais da organização:

Destralhe – como não podia deixar de ser, sem destralhar é impossível organizar. Tudo aquilo que já não usa, que está estragado ou que não gosta, desfaça-se já! Ao destralhar, vai criar um equilíbrio e uma harmonia na casa tão importante para que possamos nos sentir “em casa”.

Pare de acumular – a acumulação de objetos numa casa é sinónimo mais cedo ou mais tarde, de caos. Quantas mais coisas tivermos, mais espaço precisamos para as organizar e guardar (o que nem sempre temos!). Além de que, acumulação também não ajuda nada, na hora de limpar a casa.

Crie um lugar para cada objeto da casa – um lugar para cada coisa, cada coisa em seu lugar. Se tudo o que existir numa casa tiver um lugar específico, sabemos sempre onde está tudo e nada fica perdido, o que nos ajuda a ganhar tempo e paciência, caso precisemos de procurar determinado objeto.

Não procrastine – há certos momentos em que nos dá uma preguiça enorme e então adiar é a solução! O problema é que ao adiar estamos a agravar a situação e rapidamente a casa entra numa profunda desordem, o que cria stress e desânimo.

Tenha rotinas – As rotinas ajudam-nos a andar com o piloto automático ligado, logo, ajudam-nos a focar-nos somente no que é importante e no que tem que ser feito. A previsibilidade é muito importante no dia-a-dia, para que saibamos exatamente o que precisa ser feito sem perdermos tempo.

Planeie o dia seguinte – Planear o dia seguinte é garantir que nada fica por fazer. Pode delinear o dia seguinte na noite anterior, e não se esqueça de verificar a agenda (para verificar reuniões, idas ao médico, um medicamento a comprar, etc.). Desta forma terá sempre um controlo do que tem a fazer.
Faça guias de tarefas. Com guias de tarefas terá uma visão global do que fazer em cada dia. Assim como os dias serão mais produtivos porque sabe “a quantas anda”.

Mantenha a organização – Organizar para algumas pessoas não é tão difícil, o problema está em manter essa organização. Pequenos passos que precisam de ser feitos diariamente e que não podem ser esquecido, tais como: fazer a cama de manhã, arrumar a cozinha à noite, não espalhar os pertences quando chegar a casa, usar um cesto para recolher de uma só vez os objetos fora do lugar, organize na vertical para que tudo fique visível, anote tudo para que nada fique esquecido, etc.

Seja persistente – Se hoje algo não está a funcionar é porque não organizou, como devia ter organizado. Altere a organização de acordo com as suas necessidades e o seu dia-a-dia, isto é, seja funcional, prático, pense em novas soluções, harmonize, agilize e não desista!

Faça uma tarefa de cada vez – começar uma tarefa e acabá-la é fulcral para que esta fique bem-feita. Use toda a sua concentração no que está a fazer, e assim conseguir que essa tarefa seja concluída dentro do tempo previsto e com sucesso, em vez de pular de tarefa em tarefa. Cada vez mais o multitasking está a cair em desuso, porque se chegou à conclusão, que é mais importante fazer uma só tarefa e bem, do que muitas e mal!

Insira a família na organização - a casa é de todos os que lá vivem, por isso a participação de toda a família na organização é indispensável, para que ninguém fique sobrecarregado.

Espero ter ajudado a dar “aquele empurrão” que lhe faltava, para começar a organizar-se!

Obrigada por seguir o Blog!


Marlene Borges